13 Melhores Discos Nacionais de 2019

 

 

Mais um bom ano para a música brasileira que realmente importa. Os artistas relevantes tiveram que enfrentar todos os tipos de dificuldade para colocar seus trabalhos à disposição do público e, neste caminho, sites independentes como a Célula Pop têm seu quinhão de contribuição. A situação política do país foi um grande tema para estes álbuns que vocês confere aí embaixo. De um jeito ou de outro, a produção musical nacional segue afiada mas ainda fora da grande mídia convencional, que se limita – mais uma vez – a dar espaço e protagonismo para artistas sem qualquer compromisso com a importância que a música pode ter na vida das pessoas.

 

 

13- Jonnata Doll e os Garotos Solventes – Alienígena – grupo lançou disco com sintonia punk e noção de que estamos num tempo em que é necessário identificar alvos.

Veja resenha

 

 

12- Jards Macalé – Besta Fera – veterano e venerável cantor e compositor tijucano volta ao disco com um trabalho de altíssimo nível, cheio de nuances modernas e cuidado com tradições da música brasileira em seus melhores significados.

Veja entrevista

 

 

11- China – Manual de Sobrevivência Para Dias Mortos – cantor e compositor pernambucano lançou disco pesadíssimo, cheio de letras politizadas e indignadas em relação ao estado do país.

Veja a resenha.

Veja a entrevista

 

 

10- Céu – APKÁ – quinto disco da cantora e compositora paulistana reafirma seu compromisso com a modernidade e com a missão de fazer a música brasileira soar internacional sem abrir mão de sua tradição e influências.

Veja a resenha

 

 

09- Lô Borges – O Rio da Lua  – cantor e compositor mineiro lançou novo álbum que reafirmou sua importância no cenário nacional, mostrando que suas canções nunca envelheceram.

Veja a resenha

Veja a entrevista

 

 

08- Terno Rei – Violeta – quarteto paulistano entregou disco belíssimo sobre sentimentos e solidão na megalópole emocional do século 21.

Veja a resenha

 

 

07- Pietá – Santo Sossego – trio lançou um disco inacreditável de tão belo, falando sobre a situação atual do país com delicadeza e força, num equilíbrio raro de se ver.

Veja a resenha

 

 

06- Elza Soares – Planeta Fome – novo disco da veterana cantora é o mais musical que ela lança recentemente e reafirma seu compromisso com o canto de excluídos e discriminados pela brutalidade reinantes.

Veja a resenha

 

 

05- Ana Frango Elétrico – Little Electric Chicken Heart – cantora e compositora carioca lança um segundo disco belíssimo, cheio de referências que vão de Rita Lee e Mutantes a Burt Bacharach, emoldurando letras surreais e sensacionais.

Veja a resenha

 

 

04- BaianaSystem – O Futuro Não Demora – grupo baiano entrega disco importantíssimo para a renovação das tradições da música negra da diáspora.

Veja a resenha

 

 

03- Marcos Valle – Sempre – novo disco de Marcos Valle revisita seu período de jazz/funk oitentista ampliando sua paleta de influências e atualizando seu som para o futuro do presente.

Veja a resenha

Veja a entrevista

 

 

02- Black Alien – Abaixo de Zero: Hello Hell – O rapper niteroiense voltou ao disco com um grande trabalho em que exorciza vários episódios de sua vida em contato com drogas.

Veja a resenha

 

 

01- Teago Oliveira – Boa Sorte – estreia solo de Teago Oliveira é uma pequena joia afetiva, cheia de ótimas canções, mostrando um estilo próprio e pinta de grande disco nacional de 2019.

Veja a resenha

 

 

Outros 13 discos que mereceram atenção neste ano.

 

Emicida – AmarElo

Adriana Calcanhotto – Margem

Banda Zil – Ao Vivo

Barão Vermelho – Viva

Facção Caipira –  Do Lugar de Onde Estou Já Fui Embora

Bárbara Eugênia – Tuda

Letrux – Letrux em Noite de Pistinha

Lívia Nery – Estranha Melodia

Marcelo Jeneci – Guaia

Pato Fu – Música de Brinquedo 2 – Ao Vivo

Pélico – Quem Me Viu, Quem Me Vê

Fernanda Takai – O Tom da Takai Ao Vivo

Vanessa da Mata – Quando Deixamos Nossos Beijos Na Esquina

 

 

 

 

 

 

6+

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

3 thoughts on “13 Melhores Discos Nacionais de 2019

  • 22 de dezembro de 2019 em 20:01
    Permalink

    Ótima lista! Vários eu não conheço, mas vou tratar de conhecer ainda em 2019! Senti falta do “Ponto cego”, do Dead Fish!

    0
    Resposta
  • 20 de dezembro de 2019 em 20:56
    Permalink

    Achei que veria o disco do Marcelo Callado na lista.
    Vou escutar esse Jonatas Doll.

    0
    Resposta
    • 20 de dezembro de 2019 em 21:07
      Permalink

      Ainda teremos lista de músicas do ano e da década, além de discos da década!

      0
      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *