“O Exorcista” completa 46 anos

 

No inverno de 26 de dezembro de 1973, O Exorcista foi lançado nos EUA. Dirigido por William Friedkin, o filme foi baseado no livro de William Peter Blatty, que segue a possessão demoníaca de uma menina de 12 anos e o seu exorcismo conduzido por dois padres – Padre Merrin e Karras.

 

As filmagens foram adiadas algumas vezes por acidentes graves e mortes durante e após o filme, e um incêndio que destruiu quase todo o cenário. Durante a estreia, alguns espectadores desmaiaram ou vomitaram em cenas como a da menina Regan sendo submetida a uma angiografia cerebral ou se masturbando com um crucifixo – cena que foi censurada por aqui. Houve relatos de ataques cardíacos e abortos, numa “histeria cinematográfica” desencadeada pelo filme.

 

“O Exorcista” foi o primeiro filme de terror a ser indicado ao Oscar de Melhor Filme, e venceu nas categorias de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Mixagem de Som.  Ao longo dos anos, foi várias vezes considerado o melhor longa de terror de todos os tempos. Para mim, certamente o melhor filme do gênero já realizado e um dos melhores de todos os tempos. Com especial atenção aos dilemas pessoais do Padre Karras, e construção do horror num ritmo lento, faz  dele uma obra de arte impecável.

 

0

Suellen Pareico

Terapeuta Complementar, mestranda em Medicina Tradicional Chinesa e estudante de Filosofia. Conectada com o mundo espiritual, porque mistérios sempre há de pintar por aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *