RIP, Vanusa

 

Vanusa morreu.

 

Desde menino admiro Vanusa.

 

Eu SEMPRE a defendi como artista.Sempre gostei muito do timbre vocal único que ela possuía. Infelizmente, pertenço a uma minoria: a cantora sempre foi esnobada pela ”inteligência” que se dedica a historiografar a produção de música popular do país, apesar de ter gravado poderosas baladas de teor existencialista que vão além, muito além dos temas do romantismo popular.

 

A obra de Vanusa está mais próxima da música proposta pelos cantores-compositores dos anos 1970 que fundiram baladas roqueiras e MPB para criar uma nova vereda em nosso cancioneiro (Belchior talvez seja o mais conhecido e incensado desses cantores-compositores) do que do ”brega”. Muitas canções que Vanusa gravou possuem textos fortes e bonitos, sinal claro de que ela era mais inteligente do que muitas pessoas foram (e são) capazes de admitir.

 

O preconceito contra artistas identificados com a Jovem Guarda (mesmo que Vanusa não pertencesse à turma original de Roberto, Erasmo e Wanderléa, ela sempre foi enfiada neste escaninho) continua vivo, destruindo reputações e impedindo o resgate de discos fundamentais para a música popular do Brasil. Vanusa nunca pertenceu à ”elite da MPB”, por isso ficou à mercê da revoltante obsolescência programada reservada aos artistas que não contam com o apoio das instituições e dos (de)formadores de opinião. Quando aconteceu o episódio do Hino Nacional, Vanusa estava fragilizada como pessoa e como artista.

 

Ela não foi protegida como merecia.Nem o relançamento em CD (pelo selo Discobertas) dos principais álbuns que ela gravou nos anos 1970, um verdadeiro tesouro fonográfico, e o lançamento do excelente álbum ”Vanusa Santos Flores”, ambos ocorridos em 2015, fizeram com que os (de)formadores de opinião e os supostos fãs de música brasileira que poluem as redes sociais com opiniões robotizadas revalorizassem positivamente o legado da cantora e compositora.

 

Temo que esse legado seja totalmente esquecido pelo Brasil, um país cruel que não trata seus filhos mais talentosos com o merecido respeito. Vanusa foi e continua injustiçada por muita gente, mas não por mim. A notícia da morte dela me deixou triste. Abaixo, a gravação definitiva de uma das mais belas canções de Belchior.

 

R.I.P., querida Vanusa.

1+

Zeca Azevedo

Zeca Azevedo é. Por enquanto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *