Pietá lança novo single

 

 

Hoje, dia 19 de fevereiro, a banda Pietá lança nas plataformas o fonograma, gravado em estúdio, da novíssima “Perfume de Araçá”, parceria de Frederico Demarca com Iara Ferreira. Em dezembro, já perto das festas de fim de ano, eles publicaram o clipe no canal oficial do YouTube sem fazer alarde, mas a música ganhou vida própria.

 

Foram tantos os elogios recebidos desde então que decidiram preparar o single para o seu público, no ano em que completa uma década que Juliana Linhares, Frederico Demarca e Rafael Lorga começaram a tocar juntos. Esses encontros desembocaram na Pietá, que foi batizada em 2012.

 

“Com essa música, Pietá volta pra quando a gente podia se encontrar e fazer um som sem plugs. Era só estar juntos e tocar. Vozes e violões. É uma tentativa de lembrar dessa vida e dos encontros sutis. Bem direto ao ponto do que representa a essência do nosso trio”, conta a vocalista Juliana Linhares, uma das maiores cantoras do país, sem qualquer risco de exagero.

 

Para Demarca, um dos autores da canção e certeiro nos violões, “sentimos uma necessidade muito grande de voltar a cantar o amor depois do recente ‘Santo Sossego’, que é bem político. A delicadeza e o afeto como força transformadora. ‘Perfume de Araçá’ chega como um carinho pros ouvidos e pra alma que já anda um tanto combalida”.

 

O álbum “Santo Sossego” (independente) foi lançado em maio de 2019 e, desde então, a banda já levou este repertório bonito e marcante para plateias de São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre e diversos palcos do Rio de Janeiro, onde moram.

 

“Perfume de Araçá” é um single que nasce muito espontaneamente, sem a pretensão de estar no próximo disco da Pietá. O baterista Rafael Lorga, que toca violão na faixa, vê “Perfume de Araça” como “um acalanto no coração desse povo brasileiro que tá moído de tanta rasteira. Só o amor salva”.

 

Perfume de Araçá
(Demarca e Iara Ferreira )

Tem um segredo que eu não sei dizer
mas cantar pra te contar
faz tanto tempo que te quero bem
já era hora de te namorar

Trago a viola junto ao coração
quem dera fosse o corpo teu
a melodia diz que amar é bom
a mesma coisa fala o peito meu

Quando ponho os olhos em você
vem essa alegria me tomar
fico enfeitiçada por teu dengo
e por teu perfume de araçá

Cada vez que penso em você
no teu jeito de me chamegar
fico arrepiada sem ter frio
dá na boca um gosto de cajá

 

 

 

 

 

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *