Marcelo Callado Lança Segundo Single de “Caduco” – Ouça “Corais Laranjas”

Cantor, compositor e multi instrumentista, Marcelo Callado prepara o lançamento de “Caduco”, seu terceiro álbum solo, e apresenta a segunda música desse novo projeto. “Corais Laranjas” é uma composição em parceria com Gustavo Benjão que ganhou um clipe dirigido por Raissa de Góes e Moema Pombo. A canção já está disponível nos serviços de streaming pelo selo RockIt!.

 

Assista ao clipe de “Corais laranjas”: https://youtu.be/eXEmxr7It58

Ouça nas plataformas de streaming: http://hyperurl.co/CoraisLaranjas

 

Criada no primeiro semestre de 2014, “Corais Laranjas” é a faixa mais antiga do trabalho. Curiosamente, ela ganha novos significados ao ser ouvida nos dias atuais, fazendo um paralelo com referências ao Maracanazo (a derrota da seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo de 1950 para o Uruguai) e à cultura pop.

 

“O que acho mais engraçado é que podemos observar dois pontos premonitórios em sua letra. O primeiro diz respeito a parte que fala ‘se um maracanazo se repetir’ e naquele mesmo ano a tragédia se repetiu, não no Maracanã, mas nas Minas Gerais. O outro é que nos referimos ao palhaço Bozo dos anos 80, dizendo que se voltassem a reprisar seus programas seria uma coisa bacana, divertida. De fato em 2018, um certo ‘Bozo’, reapareceu, mas no caso não foi nem está sendo nada bacana. Pelo contrário, é a pior coisa que poderia nos acontecer”, reflete o artista.

 

Presença marcante na última década da cena carioca, Callado é nome de referência na bateria, que ocupou ao lado de projetos como a Banda Cê – que acompanhou Caetano Veloso nos palcos – e o grupo Do Amor, além de se apresentar ao lado de nomes como Ava Rocha, Alice Caymmi, Branco Mello, Kassin e Jorge Mautner. Agora ele prepara para atestar sua maturidade musical no terceiro álbum solo.

 

“Caduco” será uma nova coleção de canções unidas por uma lírica sincera e uma sonoridade múltipla que vai da música brasileira ao rock, passando por tons de indie e pop, além de marcar mais uma reinvenção do artista, que vem desenvolvendo uma voz própria em canções altamente confessionais. O disco sucede os bem recebidos “Meu Trabalho Han Sollo Vol. II” e “Musical Porém”, e teve seu primeiro gostinho revelado com o single e clipe “Só Por Hoje”.

 

Assista a “Só Por Hoje”: https://youtu.be/vvzXtdWZheo

Ouça “Só Por Hoje”: http://hyperurl.co/SoPorHoje

 

“Caduco” chegará aos serviços de streaming de música via RockIt! no dia 27/06. O selo também foi responsável pelo lançamento de “Musical Porém”, o álbum anterior de Marcelo Callado, e de outros expoentes da cena carioca, como o elogiado “Pa7”, de Antonio Neves; e “Sideral”, d’Os Dentes. O single “Corais Laranjas” já está disponível para streaming.

 

Assista ao clipe de “Corais laranjas”: https://youtu.be/eXEmxr7It58

Ouça nas plataformas de streaming: http://hyperurl.co/CoraisLaranjas

 

Ficha Técnica:

 

Letra e música: Marcelo Callado e Gustavo Benjão

Marcelo Callado – voz e todos os outros instrumentos

Martin Scian – piano

Clipe: Direção, filmagem e Fotografia: Raissa de Góes e Moema Pombo

 

Corais laranjas

(Letra e música Marcelo Callado e Gustavo Benjão)

 

escreva uma carta para mim

dizendo que a sorte acompanha a quem trabalha

dizendo que o acaso recompensa

a quem traz a verdade no que pensa

diga que o sol nasce para todos

que o programa do Bozo vai voltar a reprisar

que sinistro é teto-preto na escada de algum bar

que o amor é infinito quando vejo teu olhar

Os corais laranjas vão invadir

consumindo outros corais no mar

Se um Maracanazzo se repetir

Até mesmo uma guerra nuclear

O Sol vai nascer todo dia aqui

E o Bozo pode nunca voltar

Destros ou sinistros vão dirigir

E o nosso olhar sempre a se cruzar

Escreva uma carta para mim

Dizendo que a verdade é o que pode nos salvar

Contando as novidades dessa casa a caminhar

Sem a minha presença

Diga que pensou em cancelar

A assinatura do Globo, pra deixar isso pra lá

Pouco importa a economia, amanhã quero dançar

Que o amor é infinito quando vejo teu olhar

Muitos cientistas virão aqui

Estudar o que acontece no mar

Especuladores irão partir

Muita coisa ainda me faz pensar

No inverno o sol vai diminuir

As mesmas piadas irão contar

Muitas maritacas em Wall Street

E o nosso olhar sempre a se cruzar

Foto: Caroline Bittencourt

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *