Autoramas lança duas coletâneas de raridades

 

 

Uma regra do rock, pop geral. Banda boa tem faixa obscura, rara e sobra de estúdio e, além disso, adora divulgá-las quando pode. Sabe que os fãs curtem a sensação de ouvirem algo inédito ou que se tornará privilégio de poucos. Durante essa pandemia o Autoramas teve tempo para organizar toda sua discografia digital e também coisas do catálogo que não estavam disponíveis em suas páginas. A banda jã lançou duas coletâneas com faixas que só haviam sido lançadas em vinil, ou que foram participações em coletâneas e programas de TV, ou ainda versões especias para rádio e videoclipes.

 

Aproveitamos o adorável post feito pelo vocalista da banda, Gabriel Thomaz, no qual ele faz um elucidativo faixa-a-faixa, para trazer a notícia para quem lê a Célula Pop. Afinal de contas, não há ninguém melhor para guiar o ouvinte pelos caminhos crocantes que se insinuam ao longo das 20 canções.

 

São elas:

 

Volume 1

 

1, Comida – Versão totalmente Autoramas do clássico dos Titãs, gravada em 2020 que nunca havia sido lançada.Essa versão só havia sido tocada no Programas de TV Altas Horas e Versões, que aliás foi um especial só com o repertório dos Titãs. Desde o Selo Banguela Gabriel sempre teve relação próxima com essa grande banda e Érika participou do show deles no último Rock In Rio.

 

2. Blue Suede Shoes (Ao Vivo) – Os Autoramas gravaram essa música de Carl Perkins no CD/DVD Rockin’ Days e passaram a tocá-la nos shows. Essa versão foi gravada ao vivo em São José dos Campos-SP no ano de 2005.

 

3. Chance –  Essa música é uma sobra do álbum de 2003 “Nada Pode Parar os Autoramas”, que só havia sido lançada em vinil 7 polegadas no Split Double Trouble com a banda The Tormentos no outro lado, uma parceria da Monstro Discos com o selo argentino Scatter Records.

 

4 e 5. Hotel Cervantes e Paciência –  Para completar a parceria e grande amizade com os argentinos The Tormentos, Gabriel e Érika foram a Buenos Aires e cantaram esses dois clássicos dos Autoramas acompanhados pelos Tormentos, o resultado é ultra Surf. Gravada em 2018.

 

6. Quando A Polícia Chegar (Acústico) – Essa música tocou em muitas rádios, chegando inclusive a primeiro lugar em várias delas. Algumas das rádios pediram uma versão acústica e é esta que aí está, gravada em 2016.

 

7. Meu Broto Aprendeu Karatê –  Essa música foi gravada no ano de 2017 para sair num lado B de um compacto, mas esse compacto virou um álbum e ela acabou não entrando, ficando assim perdida no repertório. Produzida pelo grande Luis Tissot no Caffeine Studio, agora ela encontra seu lugar no B-Sides & Extras Vol. 1

 

8. Marketeiro (Ao Vivo na TramaVirtual) –  Os Autoramas foram ao estúdio da Trama para gravar 4 músicas para o programa de TV TramaVirtual, em 2007. Gravaram 4 músicas e 3 delas foram ao ar. Essa ficou de fora e só está disponível a partir de agora.

 

9. Música de Amor (Edit) –  Versão editada (foi com essa versão que foi feito o videoclipe dessa música) da música que saiu originalmente no álbum “Nada Pode Parar os Autoramas” de 2003.

 

10. Carinha Triste (Edu K Remix) – Carinha Triste foi lançada no ano 2000, quando a banda de Edu K, o DeFalla, estava estourada no Brasil com “Popozuda Rock’n’Roll” e vivendo no Rio de Janeiro. Gabriel e Edu se tornaram amigos nessa época e Edu teve a ideia de fazer essa remix. O resultado é surpreendente. Essa versão só esteve disponível no perfil dos Autoramas na TramaVirtual e agora está de volta!

 

Volume 2

 

1 – Abecedário –  Em 2007, o selo Allegro Discos, de Goiânia, convidou o Autoramas para gravar uma faixa num Tributo a Músicas Infantis chamado “Mofolândia”. Escolhemos a faixa “Abecedário” do disco do seriado Vila Sésamo, canção escrita pelos irmãos Marcos Valle E Paulo Sérgio Valle para a trilha do programa. Acabou que o projeto “Mofolândia ” foi engavetado e a gravação do Autoramas nunca saiu, mas agora abre esse B-Sides & Extras Vol. 2. Um grande agradecimento ao Sandro Belo da Allegro Discos que nos autorizou a usarmos a faixa.

2 – Energy Joe – Já havíamos gravado esse clássico do Guitar Wolf no tributo à banda japonesa “I Love Guitar Wolf Very Much”, que saiu apenas no Japão. Para lançá-la em outros países optamos por regravá-la em Santiago do Chile no lendário estúdio da Algo Records com produção do grande Perrosky. Saiu como bonus track na edição argentina (Scatter Records) do álbum Teletransporte (2007)

 

3 – Surfin’ Bird – Gravamos o clássico do Trashmen na mesma sessão que “Energy Joe” no estúdio da Algo Records em Santiago do Chile e também saiu como bonus track da edição argentina do Teletransporte. Sempre foi um grande sucesso nos shows do Autoramas.

 

4 – In’n’Out Of Grace – Gravamos essa no Rio de Janeiro em 2009 com produção de Fausto Prochet a pedido da Monstro Discos, que a incluiu no Tributo brasileiro ao Mudhoney, “March To Sickness”. (Essa inclusive, vocês estão recebendo antes do Jairo que pede a anos essa).

 

5 – A 300 Km/H (Edit) – Faixa do álbum Teletransporte em versão editada, essa versão só havia sido lançada no cd promo invendável do álbum, junto com Hotel Cervantes. Foi a versão que tocou nas rádios.

 

6 – Mais Ou Menos – Gravada ao vivo na tenda Brasil no Rock In Rio III (2001). Essa música já vinha sendo tocada ao vivo, mas só foi lançada mais tarde no mesmo ano, no segundo álbum do Autoramas, Vida Real.

 

7 – Mundo Moderno – Gravada ao vivo em São José dos Campos – SP, foi lançada pela Groovie Records portuguesa no split com a banda do Porto GreenMachine, editado apenas em vinil 7 polegadas em 2007.

 

8 – Beleza – Foram gravadas duas versões dessa música para o álbum Nada Pode Parar os Autoramas (2003) e essa versão aqui presente foi a que não entrou. Foi produzida pelo Carlos Trilha em seu estúdio no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, juntamente com músicas gravadas na mesma sessão que entraram no álbum, como “Nada A Ver”, “Caso Perdido” e “Resta Um”.

 

9 – 1,2,3,4 (In English) – Foi gravada em Terneuzen, Holanda, durante a turnê de 2007, produzida por Dylan Nutzmann, que também tocou o órgão Farfisa. Saiu em vinil vermelho 12 polegadas num split com a banda de Dylan, Mr Atom & His Protons, um disco raríssimo que é vendido a preço alto na internet.

 

10 – A História da Vida de Cada Um (Kassin Remix) – Gravamos com Kassin em 2005 algumas faixas para a coletânea RRRRRRROCK! e ele aproveitou a voz de Gabriel Thomaz para fazer uma remix com sonoridade totalmente distinta à do Autoramas. Só havia estado disponível antes no perfil do Autoramas na TramaVirtual, portanto fora do ar por muitos anos.

 

 

 

 

 

+1

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

One thought on “Autoramas lança duas coletâneas de raridades

  • 12 de janeiro de 2021 em 15:25
    Permalink

    Adoro Autoramas!

    0
    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *