Sensacional estreia do “The Time” faz 40 anos

 

 

Já se vão quatro décadas desde que o The Time surgiu na cena musical de Mineápolis, lançando seu álbum epônimo, ainda é considerado um marco do funk. O vocalista Morris Day combinou talento e criatividade contando com a presença de um tal de Prince. Juntos eles criaram um novo som que fundia soul, funk, dance, rock and roll, e que veio a ser conhecido como o “som de Mineápolis”. Lançado originalmente em Julho de 1981, o álbum foi quase inteiramente escrito, produzido, e arranjado por Prince sob o pseudônimo Jamie Starr.

 

“Quando era um adolescente crescendo em Mineápolis, tudo o que sempre quis foi estar em uma banda e tocar minha bateria”, diz Day. “Nunca em um milhão de anos imaginei que 40 anos depois, minha banda, The Time, seria considerada a realeza do funk. Para alguns, 40 anos nesse negócio é considerado uma vida. Para mim, apenas comecei. Fiquem ligados, comemora ele.

 

Day rapidamente se tornou um ícone da cultura pop antes mesmo desse termo existir , muito por conta de suas atuações de roubar a cena no filme que definiu gêneros, “Purple Rain”, que também mostrava o The Time banda em turnê: presentes na escalação da época, estavam os criadores do New Jack Swing, Jimmy Jam (vocais e teclados), Terry Lewis (baixo), Jellybean Johnson (bateria e percussão), Jesse Johnson (vocais e guitarra), e Monte Moir (vocais e teclados). Só.

 

Nos anos 80, Mineápolis anunciou uma nova era para o funk e para a chamada urban disco, e o The Time estava no centro de tudo isso. O grupo permanece atual e com a energia do início. Músicas como “Cool,” “Get it Up,” e “Girl” frequentaram o Top 10 das paradas R&B, e sua influência no som da música pop e no R&B continua a ser ouvida nas músicas de gerações de artistas que vieram depois deles

 

The Time não envelheceu e segue firme.

 

 

 

Confira a tracklist completa de “The Time (Versão estendida)”:

1. “Get It Up”
2. “Girl”
3. “After Hi School”
4. “Cool”
5. “Oh, Baby”
6. “The Stick”
7. “Get It Up (Single Edit)”
8. “Girl (Edit)”
9. “Cool (Parte I)”
10. “Cool (Parte II)”
11. “After Hi School (Single Edit)”
12. “The Stick (Single Edit)”

 

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *