Mostra do Filme Livre chega ao CCBB Rio de Janeiro no dia 08 de maio

 

A 18ª edição da maior mostra do cinema brasileiro exibirá a nata da produção independente, com homenagem a Sylvio Lanna e Geneton Moraes Neto, debates e cursos.

Depois de São Paulo (27/03 a 22/04) e Brasília (16/04 a 12/05), a Mostra do Filme Livre termina a edição de 2019 no CCBB Rio de Janeiro, de 08/05 a 03/06 – espaço onde debutou em 2002.

 

A Mostra do Filme Livre traz filmes feitos sem verbas públicas ou sem grandes patrocínios, e de viés autoral, além de ser a pioneira na exibição de filmes de diferentes formatos, gêneros, durações e épocas. Este ano a Mostra do Filme Livre exibirá 155 filmes de diferentes partes do país. O projeto é patrocinado pelo Banco do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A entrada é gratuita.

 

Além da exibição dos filmes de novos realizadores, a mostra destaca as homenagens ao cineasta mineiro Sylvio Lanna e ao jornalista e superoitista pernambucano Geneton Moraes Neto, com exibições de seus filmes e debates sobre a obra destes dois mestres do audiovisual.

 

A MFL também fará a sessão Especial Júlio Bressane, exibindo seus dois trabalhos mais recentes: “Sedução da Carne” e “Nietzsche Sils Maria”. Esta edição 2019 é dedicada às memórias de Geneton Moraes Neto (1956/2016), Geraldo Veloso (1944/2018) e Ricardo Boechat (1952/2019).

 

Os pequenos também terão seu espaço com a Mostrinha Livre: sessões especiais com exibição de curtas infantis, alguns feitos por crianças – os alunos do Instituto Marlin Azul, do ES, que participam todos os anos com filmes cada vez mais interessantes e bem feitos, este ano têm 3 curtas dentro da Mostra.

 

Para completar a programação, a Mostra do Filme Livre promoverá debates, palestras e oficinas. De 17 a 19 de maio acontecerá o curso DISTRUKTUR, com Gustavo Jahn, que através de projeções e conversas serão analisados filmes contemporâneos que transitam entre a arte e o cinema, entre o experimento e a narratividade, entre o registro e a encenação, entre a palavra e o símbolo, entre as ações e as relações. Mais sobre em http://distruktur.com/ As inscrições poderão ser feitas pelo site da MFL, onde também se encontra a grade de programação: www.mostralivre.com

Premiação – Este ano a premiação terá três recortes: Os Panoramas Livres, com os melhores curtas e médias; os Longas Livres, com os melhores longas; e os Territórios, com curtas, médias e longas que tratam sobre questões relativas ao uso da terra, urbanidades e migrações. Em cada cidade um júri diferente vai definir o melhor filme e os premiados serão convidados a exibirem e debaterem seus filmes nas sessões de encerramento. No Rio de Janeiro o júri, da Revista Beira ( https://medium.com/revista-beira) vai definir o melhor filme dos 5 longas das sessões Longas Livres.

 

MOSTRAS COMPETITIVAS

6 sessões Panoramas Livres – exibição dos 20 principais curtas e médias.

5 sessões Longas Livres = COMPETITIVA NO RJ – exibição dos principais longas.

5 sessões Territórios – exibição de filmes sobre questões relativas ao uso da terra, urbanidades e migrações.

 

MOSTRAS NÃO COMPETITIVAS

– Especial Bressane = Exibição de dois novos filmes de Júlio Bressane.

– 4 Sessões Autorias = com filmes de realizadores que possuem trajetória marcada pela inventividade e inquietação com as possibilidades da linguagem cinematográfica.

– 2 Sessões Mundo Livre = exibição dos filmes feitos fora do Brasil por brasileiros, feitos em condições distintas, onde o estranhamento com o espaço filmado interfere diretamente na linguagem.

– 4 Sessões Questão de Gêneros = exibição de filmes de diversos gêneros, da comédia ao terror.

– 7 Sessões Biografemas = filmes sobre inventores peculiares das mais diversas áreas e naturezas. Mais do que experimentos de linguagem cinematográfica, o programa se debruça sobre a potência explosiva dos artistas retratados, por vezes de forma naturalista, onde a grande força de cada filme reside não apenas em sua inventividade, mas sobretudo na forma como dão a ver suas personagens.

– 1 Sessão Pílulas = exibição de 12 filmes com até 5 minutos

– 1 Sessão Caminhos = exibição de 4 filmes de estudantes

– Mostrinha Livre = 2 sessões de 30min com exibição de curtas infantis, alguns feitos por crianças. Sempre aos finais de semana às 14h.

– Curta Rio = Sessões com filmes feitos nas cidades em que a MFL acontece.

– 1 Sessão Coisas nossas = exibição de filmes feitos pela produção e curadoria da MFL

– 10 Cabines Livres = exibição dos videoartes e filmes não narrativos passando em loop.

 

Serviço:

18ª Mostra do Filme Livre

Local: Centro Cultural Banco do Brasil > Cinema I

Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – 20010-000 / Rio de Janeiro (RJ)

(21) 3808-2007 | [email protected]

Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.

Datas: de 08/05 a 03/06 de 2019

Horários: consultar programação

Entrada Gratuita: os ingressos serão distribuídos a partir de uma hora antes de cada sessão

Lotação: 98 lugares

Horários da Bilheteria: Das 9h as 21h. (tel.: 3808-2052)

Classificação: consultar programação por filme

Acesso para pessoas com deficiência: Sim

patrocínio: Banco do Brasil

realização: CCBB

Programação completa: http://www.bb.com.br/portalbb

 

INFORMAÇÕES AO PÚBLICO

SITE: www.bb.com.bra

Twitter: twitter.com/CCBB_RJ

Facebook: www.facebook.com/CCBB.RJ

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *