McMortadela?

 

Sim, isso mesmo. O McDonald’s está lançando, em homenagem ao aniversário de São Paulo, um sanduíche de mortadela, chamado “Méqui Sampa”. Ele é fruto de uma parceria entre a cadeia de fast food e a Perdigão. A ideia é simples e parece ser bem deliciosa: um sanduíche com pão brioche, mortadela Ouro – da Perdigão – e queijo emmental, tudo temperado com maionese artesanal. O preço da McOferta – com fritas e refrigerante médios – fica em R$ 25,90. É caro, né? Sim, mas deve ser bom.

 

A ideia é boa, admitamos. Engraçado que o termo “pão com mortadela” tornou-se uma tentativa de desmerecimento da posição política à esquerda, especialmente vinculada ao PT, muito por conta dos lanches que são oferecidos pelas centrais sindicais aos seus integrantes em viagens e manifestações políticas. Só que, além da ideologia, o sanduíche de mortadela é um traço cultural da cidade de São Paulo, identificado com o grande número de imigrantes italianos que rumaram para a capital do estado desde o fim do século 19.

 

Se você mora fora da cidade e ficou com água na boca, aqui vai uma notícia ruim. O sanduba só será vendido amanhã, dia 25 de janeiro, exclusivamente na loja Méqui 1000, a tal “loja-conceito” do McDonalds, que é conhecida como uma espécie de plataforma de testes para novos itens no cardápio da rede.

 

O Méqui 1000 fica na Av. Paulista, 1811 – Bela Vista.

 

E parabéns pra São Paulo, esta cidade gigante, cheia de contrastes e poucos meio-termos.

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *