Daft Punk acabou?

 

 

Anunciado há pouco o encerramento das atividades do duo francês Daft Punk, formado por Guy-Manuel de Homem Cristo e Thomas Bangalter. Junta desde 1993, tendo lançado seu primeiro álbum, o sensacional “Homework”, em 1997, a dupla foi responsável por grandes discos em sua carreira, dando sua versão pessoal da música eletrônica dançante, com muitos acenos ao tecnofunk do início dos anos 1980.

 

 

Com o lançamento de seu sucessor, Discovery, em 2001, o Daft Punk passou a fazer aparições públicas com as roupas de robôs que passaram a definir sua identidade visual. Os singles “One More Time” e “Harder, Better, Faster, Stronger” o consolidou como superestrela global – um status que a se expandiu nos anos subsequentes com discos incluindo o álbum Tron: Legacy e o último trabalho, de 2013, “Random Acess Memory”, influências da disco music setentista e de vários elementos do pop.

 

O canal da dupla no Youtube teve o vídeo “Epilogue” postado hoje, marcando o fim das atividades. As imagens foram gravadas em 2006 e lançadas no filme “Electroma”.

 

 

Não foram dadas maiores satisfações ou informações sobre os motivos do fim das atividades.

 

+1

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *