Rolling Stones lançam música nova sobre pandemia

 

 

Depois de protagonizarem um dos momentos mais marcantes do especial One World Together At Home, quando interpretaram uma versão belíssima de “You Can’t Always Get What You Want”, os Rolling Stones surpreendem com um novo single. Desde ontem, quinta-feira, a veterana e venerável banda inglesa disponibilizou uma novíssima canção sobre a pandemia: “Living In A Ghost Town”. Também foi lançado um clipe para a música.

 

As imagens mostram várias cidades do mundo vazias, devidamente cumprindo as políticas de isolamento social recomendadas pela OMS. Há imagens da Cidade do Cabo, Kyoto, Londres, Los Angeles, Margate, Oslo e Toronto, que surgem em efeitos de câmera, enquanto a impressionante voz de Mick Jagger – inatacada pelo tempo – vai proferindo a letra sobre os tempos atuais, falando sobre ser um fantasma numa cidade fantasma. Mais adiante, Jagger diz que “sempre teve um pressentimento de que tudo estaria ruindo”.

 

O arranjo de “Living In A Ghost Town” é clássico. Blues com levada dinâmica de baixo e bateria, solo de gaita e as guitarras de Ron Wood e Keith Richards fazendo pontuações, exatamente como a banda tem se comportado musicalmente nos últimos anos. Não dá pra criticar, só aplaudir a iniciativa e a vitalidade constante desses senhores. Sorte a nossa, mesmo na pandemia.

 

I’M A GHOST
LIVING IN A GHOST TOWN
I’M A GHOST
LIVING IN A GHOST TOWN

YOU CAN LOOK FOR ME
BUT I CAN’T BE FOUND
YOU CAN SEARCH FOR ME
I HAD TO GO UNDERGROUND
LIFE WAS SO BEAUTIFUL
THEN WE ALL GOT LOCKED DOWN
FEEL A LIKE GHOST
LIVING IN A GHOST TOWN

ONCE THIS PLACE WAS HUMMING
AND THE AIR WAS FULL OF DRUMMING
THE SOUNDS OF CYMBALS CRASHING
GLASSES WERE ALL SMASHING
TRUMPETS WERE ALL SCREAMING
SAXOPHONES WERE BLARING
NOBODY WAS CARING
IF IT’S DAY OR NIGHT

I’M A GHOST LIVING IN A GHOST TOWN
I’M GOING NOWHERE
SHUT UP ALL ALONE

SO MUCH TIME TO LOSE
JUST STARING AT MY PHONE

EVERY NIGHT I AM DREAMING
THAT YOU’LL COME AND CREEP IN MY BED
PLEASE LET THIS BE OVER
NOT STUCK IN A WORLD WITHOUT END

PREACHERS WERE ALL PREACHING
CHARITIES BESEECHING
POLITITIANS DEALING
THIEVES WERE HAPPY STEALING
WIDOWS WERE ALL WEEPING
THERES NO BEDS FOR US TO SLEEP IN
ALWAYS HAD THE FEELING
IT WOULD ALL COME TUMBLING DOWN

I’M A GHOST
LIVING IN A GHOST TOWN
YOU CAN LOOK FOR ME
BUT I CAN’T BE FOUND
WE’RE ALL LIVING IN A GHOST TOWN
LIVING IN A GHOST TOWN
WE WERE SO BEAUTIFUL
I WAS YOUR MAN ABOUT TOWN
LIVING IN THIS GHOST TOWN
IT ISN’T ANY FUN
IF I WANT A PARTY
IT’S A PARTY OF ONE

 

 

1+

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *