Marisa Monte lança “Hotel Tapes”

 

 

“O ano era 1996. A ideia era promover encontros musicais com parceiros e amigos sem ensaio e com total liberdade para serem filmados para o DVD de Barulhinho Bom. Meus convidados: Novos Baianos, Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Davi Moraes e as pastoras da Velha Guarda da Portela. O cenário escolhido foi a ruína do hotel das Paineiras, na Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro, aos pés do Cristo Redentor. Tocamos e cantamos as músicas que amávamos, nosso repertório afetivo comum, entre gargalhadas e olhares cúmplices. Ouvir esses registros me faz sorrir ao lembrar de dias luminosos, no meio da natureza, com a cidade aos nossos pés, pertinho do céu, vivendo um sonho encantado daquele momento musical coletivo. Uma viagem musical”, lembra Marisa.

 

 

Através da página “Cinephonia”, fãs do mundo inteiro enviaram suas recordações para Marisa Monte, que estão no vídeo coletivo de “Tempos Modernos” lançado hoje.

 

 

Na próxima sexta-feira, dia 26 de junho, a cantora fará novo lançamento dentro da série “Cinephonia”, na qual revisita gravações ao vivo de sua carreira e as disponibiliza em streaming pela primeira vez. São 30 registros inéditos no formato, que irão ampliar o catálogo de Marisa disponível nas várias plataformas que oferecem o serviço para os ouvintes.

 

Repertório

Magamalabares (Carlinhos Brown)
Vide Gal (Carlinhos Brown)
Chuva no Brejo (Moraes Moreira)
A Menina Dança (Moraes Moreira/Galvão)
Mistério do Planeta (Moraes Moreira/Galvão)
Eu Sou o Caso Deles (Moraes Moreira/Galvão)
Tempos Modernos (Lulu Santos)
Cérebro Eletrônico (Gilberto Gil)

 

1+

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *