Gabriela Prioli volta à CNN Brasil

 

Sim, é isso mesmo. Menos de uma semana após anunciar – unilateralmente – a sua saída da emissora, Gabriela Prioli está de volta à CNN Brasil.

 

Ela divulgou a nota da emissora em sua conta do Instagram, ao lado de um vídeo, no qual fala de um “novo projeto com a sua cara”. A advogada também aproveitou para saudar a manifestação dos seguidores em suas redes sociais e disse que este contato é muito importante para ela.

 

Sai ganhando o bom debate e uma jovem estrela em ascensão, com tudo para alçar vôos bem altos no jornalismo brasileiro.

 

 

São Paulo, 03 de abril de 2020 – A CNN Brasil informa que a advogada Gabriela Prioli, que se destacou no quadro “O Grande Debate”, passará a ter um novo espaço de análises na TV, além de participações exclusivas nas plataformas digitais.

Gabriela fará comentários sobre política e atualidades dentro da programação no horário nobre. O formato da atração será inspirado em um modelo de sucesso da CNN americana.

A data de estreia ainda será definida. Até lá, Gabriela volta à ativa no projeto multiplataforma da CNN, já na próxima semana.

“Prioli é um talento revelado pela CNN Brasil e temos muito orgulho disso. É uma prata da casa e ganhará um espaço de maior destaque. Foi durante os nossos debates que ela construiu um trabalho formidável e marcou o público”, afirma Douglas Tavolaro, CEO e sócio fundador da CNN Brasil.

“Meu compromisso na comunicação sempre foi e sempre será o de promover uma discussão de qualidade. Fico feliz por, agora no horário nobre e em um formato pensado com muito carinho, poder ocupar um espaço que vai além do debate e prestigia a profundidade das discussões e o conhecimento científico, no canal que me deu voz”, diz Gabriela Prioli.

1+

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *