Bob Dylan lança épico de 17 minutos

 

À meia-noite de ontem, Bob Dylan soltou nas redes e nas plataformas de streaming uma canção épica de 17 minutos: “Murder Most Faul”.

 

Se pensarmos que Dylan não gravava uma canção inédita desde 2012 – quando lançou seu belo álbum “Tempest” – e que esta é a sua canção mais longa EM TODOS OS TEMPOS, certamente estamos diante de um acontecimento especial e imprevisto.

 

“Murder Most Foul” evoca a morte do presidente John Kennedy, em 1963 – que também foi tema de várias canções, inclusive “In My Room”, dos Beach Boys. Dylan fala do acontecimento em si e da própria contracultura, da qual fez parte desde o início. Ele vai listando artistas, falando de eventos da época e faz o que talvez muitos esperaram por décadas: aborda a transformação dos anos 1960 na década de maior inquietação política e social que temos notícia até hoje. Como participante ativo e passivo daquele tempo, certamente um de seus definidores, Dylan é quase a personificação disso tudo, algo que ele quase sempre recusou.

 

Agora, décadas depois, talvez ele esteja fazendo as pazes com isso.

 

Talvez não. Dylan é imprevisível.

 

O que importa é que a canção está disponível para ser ouvida e decodificada. São  pianos, cordas e percussões emoldurando a voz de Bob, que soa como o próprio tempo. Lembra Leonard Cohen.

 

No Twitter, ele deixou uma mensagem para os fãs:

 

“Esta é uma música inédita que gravamos há algum tempo que você pode achar interessante. Fique seguro, fique atento e que Deus seja contigo.”

 
1+

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

One thought on “Bob Dylan lança épico de 17 minutos

  • 28 de março de 2020 em 04:03
    Permalink

    a canção dos beach boys que faz referencia ao assassinato de kennedy é ‘the warmth of the sun’, escrita na véspera do incidente e lançada poucas semanas depois.

    0
    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *