BaianaSystem lança “Miçanga”

 

 

O BaianaSystem volta à carga com uma nova canção: “Miçanga”. A música chegou às plataformas digitais hoje, dia 24 de janeiro, com participação da dupla Antônio Carlos & Jocafi, que já havia colaborado no disco mais recente do grupo, “O Futuro Não Demora”, lançado há quase um ano. A inspiração para a canção veio de um filme produzido e rodado em Moçambique, baseado no livro de um escritor angolano, que ganha contornos quase mitológicos e se passa numa cidade além do tempo e da geografia, “Avó Dezanove e o Segredo do Soviético”, do diretor João Ribeiro.

 

Ele chegou como uma proposta de produção para a trilha do filme e imediatamente transportou a criação para ambientes e sentimentos que passam pelos muitos caminhos da diáspora negra, que é, digamos, a grande musa inspiradora do BaianaSystem. A faixa foi produzida pelo grupo e mais uma vez traz a marca da presença de Daniel Ganjaman, produtor dos dois últimos álbuns e com uma importância decisiva na história do grupo. Ele fez a pós-produção e mixou esta música que vem banhada com os versos e a sabedoria popular de Antônio Carlos & Jocafi.

 

“Miçanga” sai pelo selo Máquina de Louco e é o segundo single lançado após o álbum vencedor do Grammy Latino “O Futuro não Demora”. O piano cheio de latinidade mais uma vez está a cargo do maestro Ubiratan Marques, que teve um diálogo bem forte com a sonoridade inconfundível do trompete de Joatan Nascimento e com a guitarra baiana de Roberto Barreto. Sekobass, além do baixo, é responsável pela programação de base, synths e divide a produção da música com Russo Passapusso, que também conduziu os arranjos vocais. A direção da percussão ficou a cargo de Ícaro Sá que gravou juntamente com JapaSystem todos os instrumentos, e a presença marcante de Junix 11 na guitarra. Muitas contas de um mesmo colar para traduzir esperança e colorido para nosso tempo.

MIÇANGA

(Russo Passsapusso/Antonio Carlos e Jocafi/Sekobass/Roberto Barreto/Bira Marques)

Vou catar concha na areia da praia

Quero fazer um colar de miçanga

Riscar seu nome na areia com o pé

Quero te dar um colar de miçanga

Catar concha na areia da praia

Quero fazer um colar de miçanga

Riscar seu nome na areia com o pé

Miçanga Miçanga hey

Colar de Miçanga 4 x

Colorir a estrela da manhã

Com o sol com o sal de Piatã

Com as cores do mar de Itapuã

Colorir

Caranguejo não é peixe

Caranguejo peixe é

Caranguejo não é peixe na vazante da maré 2x

Vou catar com

Vou catar concha

Concha concha concha

De jerere

Vou catar concha

Concha concha concha na vazante

Produzida por BaianaSystem

Selo: Máquina de Louco

Produção musical: SekoBass e Russo Passapusso

Arranjos e direção musical: SekoBass e Russo Passapusso

Mixada por Daniel Ganjaman

Masterizada por Fernando Sanches

Arte da Capa: Cartaxo

Russo Passapussusso – Voz

Antonio Carlos e Jocafi – Voz

Roberto Barreto – Guitarra Baiana

Sekobass – Baixo, programações e synths

Bira Marques – Piano

Ícaro Sá – Percussão e programação

JapaSystem – Percussão

Junix 11 – Guitarra

Joatan Nascimento – Trompete

Dyani Primo e Andreia Jordão – Côro

 

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *