1° Edição do FESTIVAL ULTRASONIDOS Chega ao Rio

Oi Futuro apresenta 1° Edição do FESTIVAL ULTRASONIDOS, com recorte musical inédito de artistas sul-americanos

 

 Um inédito festival chega ao Rio de Janeiro, em junho, com a proposta de promover a mistura de linguagens, o entendimento e a aproximação do Brasil com o universo ao seu redor. Trazendo a música como idioma de conexão, o Ultrasonidos abrigará residências de inovadores artistas de Chile, Colômbia, Argentina e Equador, com convidados brasileiros de destaque na cena atual, além de debates, shows e festas. Os ingressos para a programação terão valor de R$2 (inteira) e R$1 (meia).

 

O festival promoverá uma intensa semana de atividades – de 22 a 29 de junho, com encontros no Lab Oi Futuro, no Flamengo, e apresentações na Sede das Cias, na Lapa. Idealizado pelo jornalista Carlos Albuquerque, que também assina a curadoria, em parceria com o artista visual Batman Zavareze, responsável pela direção geral, o Ultrasonidos vai reunir quatro duplas, sempre formadas por um artista sul-americano e um convidado brasileiro para ocupar o estúdio e a área de ensaios do Lab Oi Futuro durante as residências. A programação vai incluir também debates com os participantes sobre o seu processo criativo e a cena musical sul-americana. As duplas serão estimuladas a gravar uma música inédita e preparar uma apresentação conjunta. Serão quatro apresentações nesse formato especial, além de um show de abertura.

 

‘Trafegando longe dos estereótipos e criando pontes em vez de muros, o festival vai trazer ao Brasil nomes de ponta da música latina, que vêm unindo o rock, o hip-hop e as inúmeras vertentes da música eletrônica com ritmos tradicionais como a cumbia e a salsa’, explica Carlos Albuquerque. “É um evento para criar laços e estimular contatos entre esses artistas, os convidados nacionais e o público em geral”.

 

A abertura do festival será com a dupla de ritmos eletrônicos Defensa, da Argentina. Formada pelos cantores Furio e Garoto, ela mistura elementos de reggaeton, dancehall, trap e perreo. Seu álbum de estreia, “Vs”, foi lançado em 2018 pelo selo mexicano NAAFI, do celebrado coletivo de mesmo nome. As letras da dupla – que tem o funk carioca como uma influência declarada – combinam inglês e espanhol.

 

O Ultrasonidos integra o programa LabSonica, laboratório de experimentação no campo da música e do som do Oi Futuro, que oferece programas de residência, pesquisa, prototipagem e produção criativa para fazedores de todo o país selecionados por meio de editais públicos. Abrigado no Lab Oi Futuro, o programa busca fortalecer o ecossistema da arte contemporânea, estimulando a formação de redes de cocriação e apoiando criadores, selos e gravadoras independentes, em um ambiente propício para o desenvolvimento de projetos inovadores.

 

Sobre as duplas:

 

Yih Capsule (Chile) + Alice Caymmi (BR)

Yih Capsule, do Chile é o alterego artístico de GisselTruilo, que é cantora, compositora e produtora e transita por estilos como hip-hop, soul e house, sempre com um olhar progressista e um estilo próprio. Com letras repletas de poesia feminista e espiritualidade, ela já lançou três elogiados EPs, sendo o mais recente, “JLX”, ao lado do produtor Tombe. Ela vai produzir com a brasileira Alice Caymmi, a estrela ascendente da família Caymmi. Cantora e compositora (além de filha de Danilo e neta de Dorival) é uma intérprete de voz potente e emocional e tem três álbuns de estúdio e um ao vivo lançados. Além do material próprio, já fez regravações de Caetano Veloso, Björk, Maysa, MC Marcinho e Michael Sullivan. Entre seus parceiros musicais, estão Rincon Sapiência, Ana Carolina e Pabllo Vittar.

 

Las Hermanas (Colômbia) + Aori (BR)

O Las Hermanas é formado, na verdade, por apenas um “hermano”: o produtor Diego Cuellar. Influenciado por luminares como Flying Lotus e J. Dilla, ele cria suas próprias músicas a partir de samples variados, extraídos de sua vasta coleção de discos de vinil, numa colagem sonora de tons cinematográficos. Seu mais recente álbum, “Rhodesia”, é uma colaboração com o rapper colombiano N.Hardem. No Ultrasonidos ele se junta a um dos mais respeitados rappers e MCs do Brasil, Aori, que foi um dos fundadores do seminal grupo Inumanos, com o DJ Babão. Ele também foi um dos responsáveis pela famosa Batalha do Real, ao lado do MC Marechal.

 

The Holydrug Couple (Chile) + Dado Villa-Lobos (BR)

Formado pelos músicos Ives Sepúlveda e Manuel Parra, o HolydrugCouple, também do Chile, faz um som psicodélico e espacial.  O grupo faz parte do cast da gravadora BlowYourMind Records (BYM), um pólo irradiador do som independente chileno. É  também contratado da gravadora norte-americana SacredBones, a mesma de artistas como Zola Jesus, David Lynch, Jim Jarmusch e John Carpenter. Seu mais recente álbum foi o elogiado “Hypersupermega”. No festival terão a companhia de uma das figuras mais importantes do rock nacional, Dado Villa-Lobos, guitarrista e compositor do já lendário grupo Legião Urbana. Como artista solo, lançou três álbuns e fez trilhas para o cinema. Ao lado de Dé Palmeira, Toni Platão e Charles Gavin, criou a banda Panamericana, especializada em rock latino, Recentemente, entrou em turnê ao lado de Marcelo Bonfá tocando o repertório de dois álbuns da Legião, “Dois” e “Que país é este?”.

 

Ataw Allpa (Equador) + MC Carol (BR)

Um dos embaixadores da moderna música do Equador, AtawAllpa inspira-se nos sons folclóricos do seu país e em ritmos como a cumbia digital para criar um som único e vibrante, pontuado pelo seu marcante acordeão. Definindo seu trabalho como “música mestiça eletrônica”, Allpa já morou no Brasil e tem como fruto dessa vivência o álbum “Sonora post digital”, de 2018, que traz colaborações com artistas como Catarina Dee Jah e o grupo Uaná System. Sua parceira no Ultrasonidos será a MC Carol. Cantora, compositora e, como diz o título de uma de suas músicas, “100% feminista”, MC Carol é um dos grandes destaques do mundo funk. Nascida em Niterói e criada no Morro do Preventório, Carol superou barreiras sociais e obstáculos como o racismo e a violência doméstica para seguir com sua carreira. Tem um álbum lançado (“Bandida”, de 2016) e fez parcerias com Karol Conká, Tati Quebra-Barraco, Tropkilazz e Heavy Baile. Por conta do seu trabalho e seu ativismo, Carol já participou de debates na Fundação Getúlio Vargas (no Rio) e na Brown University (EUA).

 

 

 

FESTIVAL ULTRASONIDOS – PROGRAMAÇÃO DIA A DIA

 

Valores: R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia)

 

Quando: 22/06 (horários a definir)

O que vai rolar: Noite de abertura com show do Defensa

E mais: Festa La Cumbia

Onde: Sede das Cias (Manuel Carneiro,12 – Lapa)

 

Quando: 23/06 a 25/06 (horários a definir)

O que vai rolar: Residências artísticas com Yih Capsule + Alice Caymmi e Las Hermanas + Aori

E mais: Rodas de conversas com os artistas

Onde: Lab Oi Futuro (R. Dois de Dezembro, 107 – 5º andar – Flamengo)

 

Quando: 26/06 (horários a definir)

O que vai rolar? Shows com as criações do intercâmbio entre Yih Capsule + Alice Caymmi e Las Hermanas + Aori

Onde: Sede das Cias Onde: Sede das Cias (Manuel Carneiro,12 – Lapa)

 

Quando: 26/06 a 28/06 (horários a definir)

O que vai rolar? Residências artísticas com The Holydrug Couple + Dado Villa Lobos e Ataw Allpa + MC Carol

E mais: Rodas de conversas com os artistas

Onde: Lab Oi Futuro (R. Dois de Dezembro, 107 – 5º andar – Flamengo)

 

Quando: 29/06 (horários a definir)

O que vai rolar? Shows com as criações do intercâmbio entre The Holydrug Couple + Dado Villa-Lobos e Ataw Allpa + MC Carol

E mais: Festa Komba

Onde: Local a definir

 

 

Endereços Eletrônicos:

https://www.instagram.com/festival_ultrasonidos

https://www.facebook.com/festivalultrasonidos

 

1+

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *