Rolling Stones lançam performances especiais no Youtube

 

 

Como parte da campanha #StayHome (#FiqueEmCasa) do YouTube, The Rolling Stones vai lançar uma série semanal intitulada “Extra Licks” no canal oficial da banda no YouTube , a partir deste domingo, dia 3 de maio, às 16 horas (horário de Brasília).

 

 

Assista ao trailer no dia 1º de maio, a partir das 10 horas (horário de Brasília), aqui.

 

Cada vídeo (featurette) — disponível digitalmente pela primeira vez — será apresentado no YouTube Première, com bônus de seis concertos ao longo da carreira da banda, incluindo as performances da “Voodoo Lounge Tour”, de 1994, e da turnê de 2016 na América Latina “Ole! Tour”. Esta série é uma parceria do The Rolling Stones com a Eagle Rock Entertainment e será transmitida exclusivamente no YouTube.

 

Na semana passada, The Rolling Stones lançou seu novo single, “Living In A Ghost Town” , que foi criado e gravado em Los Angeles e Londres, e em isolamento. A faixa foi lançada em conjunto com um novo vídeo, que estreou exclusivamente no YouTube e ultrapassa a marca de 4 milhões de visualizações até o momento.

 

O YouTube Premières é um recurso que permite que artistas e suas equipes criem expectativas e um momento único em torno do lançamento de um vídeo no YouTube. O recurso transforma a maneira como os fãs veem e se envolvem com o conteúdo, criando um evento onde fãs e artistas se envolvem diretamente e possam desfrutar da experiência juntos, de uma forma interativa. Premières muda radicalmente a forma como o conteúdo do vídeo é lançado, transformando a experiência de assistir em um momento comum entre fãs e artistas.

 

The Rolling Stones “Extra Licks” #StayHome – Apresentação Especial
A série começa neste domingo, 3 de maio de 2020, às 16 horas (horário de Brasília)

 

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *