“Ganhei outro Camões”, diz Chico Buarque

Chico Buarque, vocês sabem,  foi o vencedor do Prêmio Camões deste ano, a maior honraria literária em língua portuguesa.

 

Ao saber que o atual presidente do Brasil não confirmou que assinará o diploma do prêmio, Chico demonstrou seu habitual bom humor:

“A não assinatura do Bolsonaro no diploma é para mim um segundo Prêmio Camões”, disse ele.

 

Em entrevista dada nesta terça-feira, o atual presidente do Brasil disse que tem até dezembro de 2026 para assinar o Prêmio Camões recebido pelo músico Chico Buarque, sinalizando que não pretende assinar a honraria, pelo menos neste momento. A cerimônia de premiação está marcada para abril de 2020.

 

Vários internautas e personalidades reagiram à esta declaração. O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, chamou o presidente de “homenzinho que não sabe a diferença entre Estado e governo”.

 

Com informações da coluna de Ancelmo Gois

+1

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *