BNegão & Seletores de Frequência cantam e tocam O Sítio do Picapau Amarelo

Uma grande obra da literatura infantil brasileira, que atravessa gerações desde 1920, O Sítio do Picapau Amarelo já virou seriado, filme, quadrinhos e agora também um espetáculo musical.

 

Protagonizado por BNegão, os Seletores de Frequência e mais um time de peso, as músicas clássicas do seriado dos dos anos 70 e 80 – feitas por gente como Dorival Caymmi, Dona Ivone Lara, Jorge Ben, Gilberto Gil e João Bosco, foram reinterpretadas.

 

“Alguns sons são tocados no formato clássico e outros, como ‘A Cuca Te Pega’ foram completamente reinventados pela banda, com inserções de riffs de metal e batidas afrofuturistas”, conta BNegão.

 

Em suma: o público confere o repertório musical do clássico de Monteiro Lobato reinterpretado dentro da estética BNegão & Seletores de Frequência, ou seja, dentro da “Música Negra Universal”, com influências de hip hop, funk, soul, ragga, dancehall e samba.Para o deleite de crianças e adultos, a banda sobe ao palco caracterizada. BNegão é Tio Barnabé. Paulão é o Saci Pererê. Robson Riva entra de Zé Carneiro, Pedro Selector de Pedrinho.

 

A Emília fica por conta da cantora Betina, convidada por BNegão para o espetáculo. Com os adereços e projeções do VJ Fernando Timba, os artistas conseguem criar um universo dançante do Sítio, num show de música feito para crianças de todas as idades.

 

Foto: Leco Souza

1+

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *