E o … RAP DO RODRIGO MAIA?

 

 

O mandato de Rodrigo Maia como Presidente da Câmara dos Deputados termina em 1º de Fevereiro. Como um anúncio disso, alguém na equipe de marketing do cara achou que seria uma boa, não, uma ÓTIMA ideia fazer um rap para exaltar os próprios feitos dele.

 

Se você não é do Rio de Janeiro, talvez não saiba que Maia é um político menor, ainda que seja filho do ex-prefeito e atual vereador César Maia. Ele é um conservador de direta, com longa carreira no PFL e no DEM. Recentemente, sua principal característica à frente da Câmera tem sido materializada pelas “notas de repúdio”. Isso sem falar no apelido que muitos lhe dão, de “nhonho”, lembrando do personagem do seriado mexicano Chaves.

 

Poucas figuras têm tão pouco em comum com a cena do rap nacional quanto Rodrigo Maia. Pense bem. Ele é um político completamente desconectado de qualquer realidade que contemple a vida das pessoas das periferias das grandes cidades. Mas, repito, alguém em sua assessoria achou por bem encomendar um rap de exaltação, quase um rap ostentação de seus feitos. Na verdade, sua realização é lamentável e insulta as pessoas que têm um mínimo de discernimento.

 

O clipe chama-se “A História de Um Homem Comprometido com o Brasil” e soa como um inventário de suas realizações, com destaque para sua suposta participação na concessão e aprovação do auxílio emergencial por conta da pandemia da covid-19

 

Quem tem um pouco de discernimento será capaz de perceber a falcatrua total que é este vídeo, desde já uma das peças publicitárias mais infeliz da história do marketing político.

 

+1

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *