Letrux lança registro ao vivo

 

“Geral sentiu”. Essa é a impressão que se tem do efeito provocado pelo disco LETRUX EM NOITE DE CLIMÃO. Lançado em julho de 2017, o trabalho ultrapassou a cena da música independente nacional, recebendo prêmios importantes e uma crescente adesão de público que, desde a estreia da turnê, lotou plateias cada vez maiores, de norte a sul do país.

 

Trabalho de estreia solo de Letícia Novaes, a artista por trás da Letrux, o disco de onze faixas se transformou numa espécie de clássico contemporâneo, cultuado por uma legião de fãs, entre famosos e anônimos. Suas músicas e letras dramáticas, irônicas e tragicômicas, somadas a uma impactante estética vermelha inspiraram criações variadas dos admiradores: um disco de remixes – o ótimo LETRUX EM NOITE DE PISTINHA -, bloco de carnaval, tatuagens diversas, colagens e desenhos artísticos, e até temas de bolos e festas de aniversário, entre um sem fim de emocionantes manifestações.

 

Essas carinhosas e calorosas respostas do público abriram caminhos para fossem produzidos um clipe para cada canção e a gravação do show – em 18 de outubro,  diante de um Auditório Ibirapuera lotado de fãs vestindo roupas e acessórios vermelhos. LETRUX EM NOITE DE CLIMÃO – AO VIVO será lançado nesta quinta-feira, dia 19 de dezembro, através do canal da artista no YouTube.

 

 

O show foi registrado sob direção de Tata Pierry, a mesma responsável pela direção do clipe de “Além de Cavalos” e que tem, em seu currículo, trabalhos com nomes como Gal Costa, Chico Buarque, Maria Bethânia e Zeca Pagodinho, entre outros.

 

 

“Foi uma grande honra ter o show que mudou minha vida registrado pelo atento olhar da Tata Pierry e equipe deslumbrante. Não acho que tenha resultado num registro de show ao vivo apenas. É um registro teatral, cinematográfico, dramático e vibrante, de um Climão que se instaurou há mais de dois anos e percorreu o Brasil e Portugal e que agora chega ao fim, com direito a ser eternizado pra todo nosso público poder conferir quando quiser. De quebra, lindas participações de Thiago Vivas (meu parceiro de ‘Amoruim’) e Marina Lima, minha musa máxima, em ‘Puro Disfarce’. O Auditório Ibirapuera virou um local climático, onde pousamos!”, vibra Letrux.

 

Incorporados pelo Climão com o styling e figurinos de Fernanda Kezan, Letrux e a sua banda, formada por Arthur Braganti (teclados), Natália Carrera (guitarra), Martha V (guitarra e mpc) e Thiago Rebello (baixo) e Lourenço Vasconcelos (bateria), entregaram um show-espetáculo tão desejado quanto esperado pelos fãs.

 

Agora é assistir a essa versão ao vivo do Climão, coroando a trajetória do disco que só existiu a partir de um financiamento coletivo. E que definitivamente não passou batido na festinha, rendendo muito mais do que a própria artista poderia imaginar.

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *