Letrux – Em Noite de Pistinha

 

Gênero: Eletrônico
Faixas: 10
Duração: 47 min
Produção: Natália Carrera, Arthur Braganti e Letícia Novaes
Gravadora: Joia Moderna/Altafonte

4 out of 5 stars (4 / 5)

 

Há dois anos Letícia Novaes apresentou sua nova persona musical: Letrux. O disco de estreia dessa nova fase da vida artística da cantora veio sob o nome de “Letrux em Noite de Climão”, no qual ela apresentava uma visão feminina e carioca da vida e da noite como formas de expressão. O álbum logo foi acolhido pela crítica especializada, que enxergou nele uma lufada de ar na música pop nacional. Letrux/Letícia apresentava uma possibilidade de fazer letras inteligentes e significantes em melodias muito legais, sempre levando em conta a modernidade na confecção da música. Isso podia vir na forma de recursos eletrônicos ou pelo uso criativo de estilos como o rock e o próprio pop, que ela dominava com desenvoltura quando fazia parte do Lettuce, uma dupla com seu ex-marido Lucas Vasconcellos. Sendo assim, nada mais natural que Letrux surgir com uma versão remixada do disco, ampliando ainda mais as possibilidades apresentadas.

 

Temos então, “Letrux em Noite de Pistinha”, que, como o nome já diz, investe numa abordagem dançante para as faixas originais. Como é comum em discos assim, o resultado não é totalmente regular, mas há versões muito legais das composições originais, que, por sua vez, já eram interessantes. E o título do disco pode enganar em alguns momentos, que surgem mais introspectivos do que dançantes, mostrando que a música eletrônica nunca foi algo feito apenas para induzir movimentos ao corpo, pelo contrário. “Acho divertido ver nossa música com outra abordagem, outro approach. Música é para brincar. É sagrada, mas é profana”, acredita Letícia. “Foi hilário e gostoso ver minha música virar outros ritmos, como o funk, por exemplo. Amei muito o resultado”, opina a cantora.

 

O tal funk a que ela se refere vem logo na abertura do disco, com o remix de “Vai Render”, feito por O PALA, que insere batidões em câmera lenta no meio da estrutura original, fazendo algo praticamente novo. Uma das melhores faixas do disco original surge em seguida: “Ninguém Perguntou por Você”, com nova roupagem próxima da disco music, feita por Rosana Rodini e Mauro Lima. Em seguida, a melhor faixa dentre os remixes, a nova “Coisa Banho de Mar”, numa versão batizada de Tin God’s Club Mix, que enfatiza as batidas, acrescenta teclados e faz algo espacial, anos 1980 e disco, tudo ao mesmo tempo. Coisa finíssima. “Que Estrago”, numa onda meio tecnopop oitentista, é executada pelo DJ Lucio K.

 

No território das faixas “não muito dançantes”, está a nova “Puro Disfarce”, transformada em algo em câmera lenta e cheia de climas esparsos, cortesia de Malka, enquanto “Noite Estranha, Geral Sentiu”, renasce com batidas e abordagem mais próxima do pop eletrônico do início dos anos 1990, cheia de vozes soltas e batidas bacanas. Também interessante é a sinuosa versão de “Além de Cavalos”, remixada por Lucas Vasconcellos, deixando para “Flerte Revival”, transformada em batidão racha-assoalho, a missão de encerrar o percurso musical do disco.

 

Letrux sabe o que faz e se aproveita de uma popularidade crescente e justa pra ampliar o fôlego de seu primeiro álbum, enquanto se prepara para começar a gravar o novo disco de inéditas, a partir de novembro. “Em Noite de Pistinha” é a prova do quão legal pode soar um monte de remixes, algo que as bandas e artistas nacionais deveriam tentar fazer cada vez mais. Belezura.

Ouça primeiro: “Coisa Banho de Mar”.

 

0

CEL

Carlos Eduardo Lima (CEL) é doutorando em História Social, jornalista especializado em cultura pop e editor-chefe da Célula Pop. Como crítico musical há mais de 20 anos, já trabalhou para o site Monkeybuzz e as revistas Rolling Stone Brasil e Rock Press. Acha que o mundo acabou no início dos anos 90, mas agora sabe que poucos e bons notaram. Ainda acredita que cacetadas da vida são essenciais para a produção da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *