Cuidados nutricionais para a ansiedade

 

 

Nessa época de quarentena – embora muitas pessoas estejam, lamentavelmente, saindo de casa mesmo com o número de infecções de Covid subindo – nós lemos muitos artigos sobre como nos acalmarmos, como aliviarmos a ansiedade dentro de casa, uma vez que muitos desequilíbrios emocionais podem se agravar no isolamento. Mas nós podemos fazer muitas coisas para melhorar a nossa saúde física e mental cuidando simplesmente de como nutrimos nosso corpo. E funciona, eu lhes garanto.

 

Na maioria das vezes, nós ficamos ansiosos basicamente quando não temos consciência do que estamos fazendo com a nossa vida. E essa falta de consciência vai se acumulando dia após dia e, em algum momento, nós perdemos a direção, como um carro desgovernado.

 

Quando nós temos muitos desejos, quando queremos muita coisa, nós negligenciamos o que nos é realmente importante.  Aquele cliché de tentar “preencher um vazio interior” consumindo coisas ou exigindo sempre a atenção especial das pessoas. Quando a gente não tem consciência de si mesmo e não sabe diferenciar o essencial do supérfluo. Além da confusão de não saber o que é importante, nós começamos a tomar atitudes aleatórias e desconexas, e a  vida vai ficando sem nenhum sentido. Ou o contrário, quando ficamos estagnados, inertes e não tomamos nenhuma ação. As más decisões vão se acumulando e uma hora pensamos “o tempo está passando e eu não faço ideia do que quero fazer”.

 

Tudo isso pode ser transformado com uma dose diária de autorreflexão, como já disse na maioria dos meus textos. Pode ser meditando, uma prática em que basicamente aprendemos a ficar confortáveis com nós mesmos. Pode ser quando você deita na rede e contempla  a própria vida, aonde você está e para onde você quer ir.

 

Seja qual for a sua fonte de sofrimento – pais conservadores que geram medo nos filhos, algum trauma específico ou porque você simplesmente não gosta de lugares agitados – tudo tem solução. E os caminhos são mais simples do que você pode imaginar.

 

Uma alimentação adequada resolve muitas aflições e geralmente as pessoas não tem noção disso. Nós precisamos nutrir nosso corpo e, neste caso, nosso cérebro, com vitaminas e minerais diariamente. Você consome a quantidade diária necessária de vitaminas do complexo B? Ácido fólico? Ômegas 3 e 9, que protegem o sistema nervoso? Colina, Triptofano? Se estes nutrientes estão em níveis baixos no seu organismo, a sua “cabeça” não vai funcionar direito e você pode ficar agitado internamente, ansioso. E eles são encontrados em vegetais de cor verde escura, gema de ovo, cereais, chocolate 70%, azeite de oliva, linhaça, abacate, entre outros.  E muitos são encontrados em suplementos, mas é bom que você veja a dose correta com um médico ou nutricionista. A sua ansiedade ou depressão pode estar vindo de alguma deficiência nutricional.

 

Eu corrigi a minha ansiedade com alimentação – e eu tinha a certeza de que me alimentava bem. Mas comecei a estudar na área de saúde e descobri que me faltavam algumas vitaminas específicas.

 

Uma limonada sem açúcar [sim] num momento de estresse tem um efeito calmante. O cítricos são ótimos para isso. Chá verde e banana também. Mas é importante consumir bons alimentos todos os dias e nutrir o corpo como um todo, pois somos um organismo interdependente. Se um órgão estiver em desequilíbrio, ele vai influenciar outro e assim por diante.

 

Mais duas dicas: A primeira é o óleo essencial de lavanda, de boa procedência. Eu sempre tive um pouco de dúvida quanto aos óleos essenciais, mas depois que comecei a estudá-los, eu vi a sua eficácia, são medicinas potentes. Além de ser um calmante natural, a lavanda traz uma sensação acolhedora, é assim que eu posso explicar.  A segunda dica é o ponto extraordinário da Medicina Tradicional Chinesa chamado Yintang, que fica entre as sobrancelhas. Você deve pressioná-lo por uns dois minutos para acalmar a mente, aliviar ansiedade, dores de cabeça e tontura. Essa é também a localização do 6º chakra primário, Ajna, da clarividência.

 

Se você está na fase aguda de alguma desarmonia emocional e sente a necessidade de tomar alguma medicação, faça. Mas entenda que nós podemos reverter a maior parte dos desequilíbrios físicos e emocionais sozinhos, é só se cuidar todos os dias. O nosso corpo é um organismo inteligente que se autocura, mas precisa de um incentivo às vezes. E nós temos dentro de nós uma potência extraordinária.

 

2+

Suellen Pareico

Terapeuta Complementar, mestranda em Medicina Tradicional Chinesa e estudante de Filosofia. Conectada com o mundo espiritual, porque mistérios sempre há de pintar por aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *